Propostas do PDS Sepetiba

Estratégia de Implementação: Sistemas Sinérgicos

“… a harmonia possível das coisas depende do seu equilíbrio e do tempo em que acontecem, não cedo demais, não tarde demais, por isso nos é tão difícil alcançar a perfeição.”
José Saramago


Buenas. Enfim, chegamos.

Estas são as propostas para a Região Hidrográfica II. Uma vez que tanto na etapa de Diagnóstico como na de Cenários foram definidos sistemas de relações alérgicas entre elementos, a estratégia robusta definiria, idealmente, um “sistema sinérgico” que minimizaria, ou eliminaria, as relações alérgicas entre os elementos.

Como estratégia de implementação do PDS, decidiu-se então que o sistema sinérgico seria organizado e estruturado em 6 sistemas que teriam objetivos individuais específicos e independentes, porém estariam conectados entre si em “pontos de conexão”, identificados como intervenções estruturantes.

Aí vão eles.

1      Sistema de valoração da paisagem e identidade local – objetivo: definir e articular investimentos que permitam a agregação de valor social, econômico e ambiental à paisagem natural e construída da região.

2      Sistema de saúde pública e resgate social – objetivo: promover a inclusão social ofertando serviços públicos de excelência nas áreas de saúde, assistência social e controle de zoonoses em uma região periférica historicamente caracterizada pela exclusão e violência.

3      Sistema de mobilidade e acesso – objetivo: promover o acesso generalizado ao território da RHII através de redes diversificadas de transporte, hierarquizadas e interconectadas em pontos estratégicos. As redes contemplam os fluxos locais, regionais, nacionais e globais de produção e de lazer (turismo).

4      Sistema de produção e defesa – objetivo: controlar e proteger as atividades produtivas que apresentam grande potencial de impactos econômicos, sociais e ambientais, de forma a adequá-los à capacidade de suporte regional, potencializar seus benefícios metabólicos na matriz de produção regional (ecologia industrial) e defender as suas funções estratégicas essenciais.

5      Sistema de patrimônio socioambiental – objetivo: delimitar, valorizar e proteger as áreas que compõem o patrimônio social e ambiental da região, estabelecendo critérios e limites para o seu uso e formas de ocupação e focando em seus aspectos diferenciados e atraentes.

6      Sistema de gestão da qualidade para a vida – objetivo: estabelecer um conjunto de indicadores, fluxos de informação, meios de comunicação e arranjos institucionais que permitam uma grande participação e que desempenhem a função de gestão de qualidade para a vida sustentável na região.

E agora começamos um novo debate. Temos oportunidade de mudança.

E se não desejemos padecer da síndrome do “rio que queremos, o rio que temos, o rio que podemos”, está na hora de reconhecer o que é belo, preservá-lo, e abrir espaço.

Goethe nos ensina que ‘… se a utopia é algo inalcançável, pelo menos ela nos faz caminhar para frente…”

Vamos adiante. Vamos pra frente.

One thought on “Propostas do PDS Sepetiba”

Deixe uma resposta